sábado, 8 de abril de 2017

realidades

«É preciso ter os pés bem assentes na Terra
para conhecer a realidade,
a verdadeira,
não a realidade que consta dos Relatórios!
Marcelo
ao lado dos sem-abrigo,
dando-lhes alimentos,
6Abril2017,
reportagem da Antena 1.

O acto ficará na memória colectiva,
muito provavelmente, pelo símbolo de generosidade e humildade que representa,
mas, para mim, deveria ser lembrado também pelas palavras ditas,
muito simples mas fortes e incisivas [vivemos de relatórios e imagens virtuais
que nos afastam dos verdadeiros problemas sociais: hoje tudo é reduzido a estatísticas e relatórios, veja-se, por exemplo, a violência doméstica, os acidentes na estrada, os incêndios, etc. Depois dos factos consumados, e só depois, não faltam elementos da Protecção civil, das Autarquias locais, do Governo, dos Bombeiros, da GNR, a comentar, apresentar números estatísticos que, habitualmente comparam com os de igual período do ano anterior, a fim de nos convencer de que as coisas estão melhor, graças à sua intervenção... mas, não raras vezes, tais números são utilizados para camuflar uma verdadeira ausência de políticas na área da prevenção que nos seria muito mais útil e eficiente!
Pedagogia de Presidente!?

Sem comentários:

Enviar um comentário